Vulnerabilidade da gravidez de alto risco na percepção de gestantes e familiares

Viviane Cazetta de Lima Vieira, Mayckel da Silva Barreto, Verônica Francisqueti Marquete, Rebeca Rosa de Souza, Mayara Maria Johann Batista Fischer, Sonia Silva Marcon

Resumo


Objetivo: descrever a percepção de gestantes e familiares sobre a condição de vulnerabilidade de uma gravidez de alto risco. Métodos: pesquisa qualitativa realizada com oito gestantes e dez familiares. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas, audiogravadas, que após transcritas, foram submetidas à análise de conteúdo, modalidade temática proposta por Bardin. Resultados: emergiram três categorias: Vivências do familiar e da gestante frente ao diagnóstico de uma gravidez de risco; A família como eixo estruturante do cuidado em uma gestação de alto risco; e a Invisibilidade do familiar no acompanhamento pré-natal. Conclusão: tanto familiares como gestantes vivenciam preocupação, ansiedade, medo e estresse frente à condição de vulnerabilidade, porém, as gestantes se percebem mais amparadas e seguras com o apoio da família, que embora não se perceba valorizada/considerada pelos profissionais de saúde durante as consultas de pré-natal, tem papel importante no incentivo e fiscalização dos cuidados durante a gestação.

Palavras-chave


Gestantes; Cuidado Pré-Natal; Gravidez de Alto Risco; Família; Vulnerabilidade em Saúde.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.15253/2175-6783.20192040207

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este trabalho está licenciado sob Creative Commons – Licença CC BY  https://creativecommons.org/licenses/

Marca ABEC Completa