A Escravidão na África Oriental Alemã (1885–1914)

  • Sílvio Marcus de Souza Correa Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Palavras-chave: Escravidão, Domínio Colonial Alemão, África Oriental

Resumo

Resumo: Desde 1885, o Segundo Império Alemão estabeleceu um protetorado na África Oriental. Com base na luta contra a escravidão e o tráfico de escravos, os alemães vão para a região dos Grandes Lagos. Mas a escravidão e o tráfico de escravos não terminou sob o domínio colonial alemão. Neste artigo vamos discutir a adaptação do trabalho escravo na África Oriental Alemã e como ele foi justificado por autores tais Fritz Weidner em seu livro “Escravatura doméstica na África Oriental” (1915).

Biografia do Autor

Sílvio Marcus de Souza Correa, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Doutor em Sociologia pela Westfälische-Wilhelms-Universität Münster (Alemanha). Desde 2009 é professor de história da África na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Nos últimos anos, esteve em missão de trabalho no Senegal (2014) e em Angola (2015), com fomento, respectivamente, do Instituto de Estudos Avançado de Paris e da CAPES. Suas pesquisas mais recentes tratam da história visual do colonialismo na África, com ênfase nas áreas sob o domínio colonial alemão

Referências

***

Publicado
2016-04-19