ABORDAGEM ESTOCÁSTICA NA AVALIAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA DO PROCESSO DE FUSÕES & AQUISIÇÕES – F&A: ESTUDO DE CASO DA TOTVS S/A

  • Tatiana Barros Pinheiro Oliveira
  • Marcos Roberto Gois Oliveira Professor do programa de pós-graduação em Administração - PROPAD - UFPE e do departamento de Ciências Administrativas - DCA - UFPE
Palavras-chave: Fusões e aquisições. Fluxo de caixa descontado. Simulação Monte Carlo. Sinergia. Valuation.

Resumo

O presente estudo objetiva verificar se o processo de fusão ou aquisição gera valor à empresa compradora envolvida por meio da determinação de uma função de distribuição de probabilidade de ocorrência de sinergia em um caso de Fusão e Aquisição (F&A) de uma empresa cujo capital prioritário é intangível, nesse caso a TOTVS S/A. Para tanto, utilizou-se da metodologia de fluxo de caixa descontado, com o intuito de verificar o valor da empresa antes e depois da fusão, e assim calcular o valor da sinergia. Associada a essa técnica foi introduzida a Simulação Monte Carlo, com o objetivo de avaliar o efeito das oscilações da economia no valor da empresa. Como resultado observou-se que houve uma sinergia positiva decorrente da fusão e que as oscilações simuladas na economia, apesar de diminuir o valor da empresa, garantiram com quase 100% de certeza que haveria sinergia positiva no caso da fusão.

Biografia do Autor

Tatiana Barros Pinheiro Oliveira
Mestre em Economia pelo PIMES-UFPE
Marcos Roberto Gois Oliveira, Professor do programa de pós-graduação em Administração - PROPAD - UFPE e do departamento de Ciências Administrativas - DCA - UFPE
Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Pernambuco (1996), mestrado em Administração pela Universidade Federal de Pernambuco (2000) e doutorado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (2005) com estágio doutorado na Université Pantheon-Sorbonne. Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de Pernambuco. Tem experiência na área de Economia e administração, com ênfase em Finanças, atuando principalmente nos seguintes temas: value at risk, analise de investimento, eficiência produtiva e dea - data envelopment analysis.

Referências

BRUNI, A. L.; FAMÁ, R.; SIQUEIRA, J. O. Análise do Risco na Avaliação de Projetos de Investimento: Uma Aplicação do Método Monte Carlo. Caderno de Pesquisa em Administração, São Paulo, v.1, N°6, 1° Trim./98, 1998.

CAMARGOS, M. A.; BARBOSA, F. Fusões, aquisições e takeovers: um levantamento teórico dos motivos, hipóteses testáveis e evidências empíricas. Caderno de Pesquisas em Administração, v.10, n.2. São Paulo: abril/junho, 2003.

CAMARGOS, M. A.; BARBOSA, F. Análise Empírica da Reação do Mercado de Capitais Brasileiro aos anúncios de Fusões e Aquisições Ocorridos entre 1994 e 2001. Revista de Administração. São Paulo, v. 42, n. 4, p.468-481, out/Nov/dez, 2007.

CAMARGOS, M. A.; BARBOSA, F. Fusões e Aquisições de Empresas Brasileiras: Sinergias Operacionais, Gerenciais e Rentabilidade. Revista Contabilidade Vista & Revista, ISSN 0103-734X, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 21, n. 1, p. 69-99, jan./mar., 2010.

CAPRON, L.; PISTRE, N. When do Acquirers Earn Abnormal Returns? Strategic Management Journal, 23: 781-794, 2002.

CARDOSO, Douglas e AMARAL, Hudson Fernandes. O Uso da Simulação de Monte Carlo na Elaboração do Fluxo de Caixa Empresarial: Uma Proposta para Quantificação das Incertezas Ambientais. XX Encontro Nacional de Engenharia de Produção – ENEGEP. 2000.

CORREIA NETO, J. F.; MOURA, H. J. e FORTE, S. H. A. C. Modelo Prático de Previsão de Fluxo de Caixa Operacional para Empresas Comerciais Considerando os Efeitos do Risco, Através do Método de Monte Carlo. Revista de Administração – REAd. Edição 27 Vol. 8 No. 3, maio-jun, 2002.

GUROVITZ, H. Fusão no Software. Disponível em <http://exame.abril.com.br/revista-exame/edicoes/0836/noticias/fusao-no-software-m0040791>. Acesso em 20 de agosto de 2011, 2005.

MEDEIROS NETO, L. B. Análise de Risco na Avaliação Econômico-Financeira de Empresas: Uma Abordagem Estocástica Utilizando Simulação de Monte Carlo. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco. CCSA. Economia, 2009

MEDEIROS NETO, L. B.; OLIVEIRA, M. R. G. Determinação do Valor de uma Empresa de Utilidade: Uma Abordagem Estocástica Utilizando Simulação de Monte Carlo. In XIII Simpósio de Administração da Produção, Logística e Operações Internacionais, SIMPOI, 2010.

OLIVO, R. L. F.; CRIVELARO, E.; GOZZI, S.; CAVALCANTI, M. A Criação de Valor das Franquias Empresariais no Brasil sob a Perspectiva do Franqueador. Revista de Ciências Gerenciais, Vol. XII, n° 14, 2008.

OXELHEIM, L. ; CLAS, W. Managing in the Turbulent World Economy: Corporate Performance and Risk Exposure. John Wiley and Sons, New York, NY, 1997.

ROGERS, Pablo; DAMI, Anamélia Borges Tannús e RIBEIRO, Karém Cristina de Sousa. Fluxo de Caixa Descontado como Método de Avaliação de Empresas: o Estudo de Caso da Petrobrás Distribuidora S.A.. XXIV Encontro Nacional de Engenharia de Produção – ENEGEP. Novembro 2004. Pag 2240 a 2247.

ROSS, Stephen A.; WESTERFIELD, Randolph W.; JAFFE, Jeffrey F. Administração Financeira Corporate Finance, pg 176. São Paulo: Atlas S. A., 2002.

UDDIN, M. e BOATENG, A. An Analysis of Shot-Run Performance of Cross-Border Mergers and Acquisitions: Evidence from The UK Acquisition Firms. Review of Accounting and Finance. Vol. 8 No. 4, pp. 431-453, 2009.

Publicado
2015-12-17
Seção
Artigos